Politica

Câmara Municipal de Italva-RJ vota e reprova contas 2016 do ex prefeito Leonardo Guimarães

DSC_0122

Em clima de muita expectativa os vereadores de Italva se reuniram no último dia 13 de março de 2018 e derrubaram o veto da prefeita Margareth (PP) no projeto de Lei da Ficha Limpa municipal. Entre os destaques a calorosa discussão entre os vereadores Gerlindo Motoka( PP) e Zeca do esporte (PCdo B). Vereador Gerlindo disse que o colega Zeca teria traído o grupo, pois iria mudar seu voto na Lei de Ficha Limpa, por outro lado Zeca requereu uma comissão para investigar as ofensas sofridas por ele  nas redes sociais por Motoka que segundo ele fala de “Ficha Limpa”, mas é ligado ao deputado estadual e detento Jorge Picciani. Zeca do esporte ainda propôs que a Casa de Leis cassasse o título de cidadania que foi concedido ao presidiário. Ao final, vereador Motoka afirmou em alto e bom tom que: “se Picciani tiver um voto só em Italva, será o meu”.

A pauta foi repleta de requerimentos, homenagem, enfim uma sessão vasta e longa que ao final culminou com a leitura de parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que seguiu assinado por duas conselheiras substitutas, tendo em vista que a grande maioria dos titulares estava na cadeia por envolvimento em corrupção. Feita a defesa e expostos os motivos que se solicitava o voto contrário ao relatório, o ex prefeito discorreu sobre seu governo e o momento caótico que o país e o estado do Rio de Janeiro enfrentavam e até hoje persiste. Encaminhado para discussão o parecer, se manifestaram vários  vereadores e seguiu a votação. Pela ordem alfabética o primeiro a votar foi Alcirley Lima que votou contra o ex prefeito, diga-se de passagem foi um dos mais beneficiados na gestão Leonardo Guimarães; segundo a votar vereador Binho da água com pouco conhecimento jurídico acompanhou o relator e votou contra o ex prefeito; a surpresa da noite ficou por conta do terceiro voto, vereador Antônio Elias primo do ex prefeito que tendo sido muito contemplado no governo escapou de uma cassação certa a pedido do ex mandatário, pois tinha 31 faltas ultrapassando o limite (Anselme votando contra Anselme); o quarto voto foi do presidente Claudinei Melo que votou contra acompanhando o relator; o quinto foi o vereador Gerlindo, o amigo de Picciani votou contra o ex prefeito; o sexto voto foi do vereador Fio que preferiu se abster pois não tinha elementos para condenar, nem para absolver; o sétimo voto ficou a cargo de Joel enfermeiro também muito beneficiado no governo Leonardo Guimarães, mas preferiu acompanhar o TCE; o oitavo voto foi do vereador Zeca do esporte que também votou contra; por último o vereador Wilson Nogueira apelidado como “o voto fiel” e seguiu sua trajetória de não votar contra governo, votou a favor das contas do ex prefeito Leonardo. Resultado final 7 x 1 contra o ex prefeito.

O Jornal Tempo News ouviu alguns juristas que estavam presentes na noite histórica que mesmo antes da Semana Santa relembrou um personagem bíblico, Judas Iscariotes, e afirmaram que poderá haver surpresa pelos próximos dias sobre essa votação.

ACESSOS AO SITE

contador gratuito

PATROCINADORES

user_1331437033

Unidas Farma Padrão Transmania telecom-banner Spesse e Guty Guty Sem título-1 radio28849_1439401703 Panfleto_15x21_HYG_CURVAS padaria Logo_Performa Italva - RJ ÚNICA 2016 IMG_20161124_133658.jpg.opt464x249o0,0s464x249 download download (1) domingos_manutencao crbst_tony_lar_logo cartao fundo pretoaltaresolucao 20767835_1924184521176462_975579014721093688_n 00b49c416b24dd6eacbb598f9b712507_400x400